Vice mostra descontrole com situação de PP e PSDB

Josemar Franzoi está esperneando. Não aceita seu isolamento político dentro PSDB. Sem jogo de cintura para a discussão política, e avesso ao contraditório prefere ataques e colocar palavras sujas na boca. Gosta de virar a mesa para mostrar uma autoridade de papel, que corre o risco de se desmanchar, caso confirmada a ruptura entre o PSDB e PP. Esperneia. Franzoi é o mapa que traduz as dificuldades de entendimento da coligação que governa o município de Nova Trento. No decurso dos últimos três anos, foram muitos ruídos no paço municipal. E o vice, amante dos gabinetes, preferiu colocar de lado o partido em troca das migalhas de alguns dias no trono. Natural que tenha um preço. Gean_e_vice_Nova_TrentoControlador, tem uma crença quase cega de que possa apontar o dedo e exigir que os súditos façam suas vontades. Quer os elogios, e uma imprensa subserviente aos seus interesses. E não se faz rogado em atacar quem o contraria. O vice seria a esperança de Gian Voltolini em manter a aliança com os tucanos e se lançar para mais um mandado. Mesmo assim não seria mantido a atual estrutura da chapa, já que não teria concordância das lideranças do partido. Aos invés de agregar traria desacordos, o que no fim das contas, já vem acontecendo. E Franzoi defende com unhas e dentes a manutenção do quadro atual, numa dicotomia com seu partido. A postura de Franzoi nos últimos dias, em ligar para jornalistas cobrando que informem fontes, aliás, está entrando para o folclore político neotrentino. Destempero com uma pitada de sandice política, usual de quem esperneia pelo poder. Na última investida, marcou uma reunião para as 14 horas em seu gabinete na prefeitura e convocou vários representantes do PSDB. Queria colocá-los frente a frente com jornalista, para saber quem tinha passado informação. Deu com burros n´água. Todo o barulho foi causado por matéria publicada no radiosuper.fm com o título “PSDB pode desembarcar do Governo neotrentino”. No texto é revelado que “dentro do PSDB, o principal defensor da candidatura de Gian tem sido o vice-prefeito Josemar Franzói. Isolado na sigla, o vice não consegue maioria para impor apoio ao PP. Há inclusive um movimento crescente entre tucanos, pela expulsão do político. Pedido só não foi oficializado para evitar desgastes maiores tão próximo do início da campanha”. Ficou irritadiço. Informações contidas na matéria foram checadas e rechecadas com fontes do PSDB e próximas da sigla, e o vice quer saber quem são. Na última ligação recebida do vice-prefeito, por volta das 13h45 desta quarta-feira (11), ele continuava insistindo. Quando percebeu que não teria resultados finalizou a ligação aos palavrões. Mandou o jornalista “tomar no c*”. Dada as circunstâncias, talvez fosse melhor um vinho, mas sem aloprados. Ou político malcriado. Em tempos: com o prefeito Gian Voltolini (PP) em viagem a Brasília, o PSDB continua se articulando e deve tomar uma decisão nos próximos dias, se mantém ou não a coligação. Consultas as principais lideranças se seguiram nos últimos dias.