Nonga oficializa saída do PMDB na próxima semana. Futuro é especulado

Após meses de especulações, Jair Sebastião Nonga de Amorim, deve entregar sua ficha de desfiliação ao PMDB. Aos 66 anos e um longa ficha de serviços prestados ao partido, o ex-prefeito já vinha dando sinais que abandonaria a sigla que ajudou a fundar e construir. nongaDos batistenses, Nonga figura entre os que mais conseguiu sucesso nas urnas. Foi vereador, vice-prefeito e prefeito por dois mandatos. É também o que conseguiu proeminência fora do Vale, como Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional e função diretiva na Fundação do Meio Ambiente. Recai sobre os ombros de Nonga também as duas eleições de sua esposa, Vera, para a Câmara de Vereadores de São João Batista. O escanteio dado ao ex-prefeito pela executiva do PMDB local, é o motivo mais forte para sua saída do grupo. Mesmo assim, mantém grande proximidade com o empresário Laudir Kammer, que é, na atualidade, a maior liderança emedebista batistense. Sobram ainda especulações sobre o futuro de Nonga. Oficialmente não se sabe em qual sigla deverá se filiar. Na ebulição dos bastidores, fala-se que poderá entrar para o PSB, de Paulinho Borhausen. Nada confirmado. Ou que possa, compor como vice de Aderbal Manoel dos Santos (PP), na eleição de 2016. Também fofoca de bastidores. De concreto, reina paz entre os dois ex-prefeitos, sob o olhar assustado dos mais radicais de ambos os lados. Nada fora da normalidade do contexto politico batistense. A próxima semana reserva capítulos novos para essa história. Já as perdas e ganhos serão contabilizados em 2016.