Gabriel Dias e Perão podem se juntar a Nonga no PSB

Os prazos para filiações partidárias estão chegando ao limite, e políticos que vão disputar o pleito correm para definir suas situações. Entre os partidos beneficiados com a janela partidária será o Partida Socialista Brasileiro (PSB), comandado pelo ex-prefeito Jair Sebastião Nonga de Amorim. Gabriel Dias e Fernando Perão podem migrar para a sigla, e assim ficar com dois vereadores, pelo menos nos últimos meses de 2016. 12837216_10207709214062190_2091928189_oGabriel Dias atualmente defende a bandeira do PSC. Foi eleito em 2012 na coligação que deu a vitória para Laudir Kammer, o Alemão, no cargo que foi ocupado por Daniel Cândido (PSC). Nos primeiros meses da Administração Municipal, comandou o Serviço de Infraestrutura, Saneamento e Abastecimento Municipal (SISAM), e posteriormente reassumiu sua vaga na Câmara de Vereadores. Fez parte da bancada de defesa ao Governo, mas se afastou na medida que a relação entre Laudir e Daniel foi se deteriorando. Gabriel é próximo ao empresário Alemão e até nas definições políticas para 2016 tem afirmado que esse é um fator determinante nas suas decisões. “Estarei com Alemão”, tem afirmado recorridamente. O PSB já ocupado também por Claudio Coelho, sócio de Kammer. Outro que pode ir para o PSB é Fernando Perão, atualmente na Rede Sustentabilidade. Ele deixou o PSD de Daniel Cândido após meses de enfrentamento público. Se tornou um dos maiores críticos da atual gestão, inclusive criando dezenas de apelidos ao se referir ao prefeito. Foi para Rede por não poder trocar de sigla sem ser enquadrado na fidelidade partidária. Com a janela para troca aberta, ficou com a opção de ir para o PR do deputado Mário Marcondes, ou PSB de Nonga. Hoje a maior probabilidade é que se filie no PSB já que Marcondes também deverá trocar de partido indo para o PMDB ou PPS. As definições finais sobre qual será o destino de Perão e Dias deve sair nesta semana. A janela partidária está se fechando e quem perder o prazo ou concorre pelas siglas atuais ou fica fora do páreo. Em tempos: Outro que pode engrossar as fileiras do PSB, PR ou PSDB é o radialista Jabson Alexandre, que é suplente do Partido Pogressista (PP). Apesar de ainda não haver uma posição oficial, a troca de número pode acontecer até o dia 2 de abril. Nonga já estendeu os braços e um conversa preliminar se encaminhou também com o PSDB. Um dos motivos para a migração para outra sigla seria a dificuldade em buscar eleição dentro do PP, lotado de ‘tubarões políticos’. Além de Carlos Francisco da Silva, Mário Soares e Saul Raitz que devem disputar uma vaga para Câmara, o partido vai receber a filiação do vereador Vilmar Machado. Nos bastidores também se cogita a possibilidade de que Sebastião Formento ingresse no partido. Mas isso não é tudo. O partido estaria construindo uma nominata linha dura para disputar o legislativo. Fábio da Ravel e Cili Setti estão entre os nomes. Jabson não esconde o desejo de ocupar uma cadeira na Câmara e a troca de partido se apresenta com alternativa viável. A conferir nos próximos dias.