Prefeitura cria cargos de R$ 2.515 e 3.021

Cargos de fiscal Vigilância Sanitária, Obras e Posturas, Meio Ambiente e Tributos que tem salário de R$ 1.115 serão extintos e no lugar serão criados cargos com salários de R$ 2.515, além de duas vagas para arquiteto com salário de R$ 3.021 cada. O projeto de lei foi encaminhado para Câmara de Vereadores nesta terça-feira (18) em regime de urgência e deve entrar na pauta já na próxima segunda.

Nas exposições de motivos a prefeitura argumenta que uma Ação Civil Pública retirou a gratificação recebida pelos cargos e afirma que os salários desses servidores não foram reajustados, e que por isso recebem uma das menores remunerações da região. Apesar disso, nesta semana o Sindicato Dos Servidores Públicos anunciou paralisação dos servidores do município, que reivindicam a reposição de 23,5% de perdas salariais acumuladas desde 2007.

Junto com a criação dos cargos de fiscais e arquiteto a Administração também anunciou que vai alterar o cargo de médico veterinário com a mudança da exigência de 40 horas de trabalho semanal para apenas 20 horas. Debate das mudanças vai acontecer em momento em que a Câmara de Vereadores está sem transmissão pelas emissoras de rádios ou internet. Como entrou em regime de urgência, deve ter tramitação rápida, evitando os servidores que ameaçam paralisação e as polêmicas.