Partido de Bolsonaro já tem provisória em São João Batista

Jovens e estudantes, desiludidos com a forma com que os partidos tradicionais são conduzidos, estão encabeçando a formação do PSL, partido de Jair Bolsonaro, em São João Batista. Em Santa Catarina a sigla é comandada por Lucas Esmeraldino, também jovem, que foi candidato ao Senado e fazendo uma votação expressiva. E é a postura desconectada da velha cacicagem que fomenta o movimento peselista entre os batistenses. Eles querem ser ouvidos e ter participação ativa.

Charles Bueno de Oliveira, Lucas Herbert Weber, Mateus Galliani, Gabriel Romulo da Silva Guedes, Paulo Henrique Peixer Puel e Alan Peixer são os membros da provisória, que foi montada por sugestão de Esmeraldino. No primeiro turno o grupo trouxe ao município o candidato ao Senado. Além de carimbar a passagem de Comandante Moisés para o segundo turno e emplacar quatro deputados na Câmara Federal e mais seis na Assembleia Legislativa, o PSL em Santa Catarina também está estabelecendo novo modo de fazer política.

Construção do partido na cidade deve trazer novos ares para a disputa de 2020, podendo inclusive permitir o lançamento de candidatura que seja alternativa aos tradicionais nomes do PP, MDB e PSD. Largada foi dada e a “piazada” já aguarda o tsunami Bolsonaro e Moisés pra limpar os destroços dos velhos partidos e construir o projeto local. São novos ares.