Justiça bate martelo contra ex-prefeito

Já fazem seis anos que Zelásio Dell’Agnolo, do MDB, deixou a prefeitura de Major Gercino, mas continua sendo assombrado pelo período que comandou o município. Dessa vez a justiça bateu o martelo e o condenou por improbidade administrativa, ficando três anos sem poder ser candidato e pagamento de multa.

O genro de Zelásio sofreu a mesma punição, devido a uma dispensa de licitação. De acordo com a decisão da juíza Alessandra Mayra da Silva de Oliveira eles teriam dispensando e direcionando uma licitação que contava com Geri Adriano Sens, o genro, como sócio. Na somatória dos serviços prestados, foram pouco mais de R$ 21 mil, em consertos de veículos do Poder Público.

Da decisão cabe recurso. Enquanto discute na justiça, os fantasmas da gestão continuam assombrando.