Áudios ‘vazados’ de Pedroca pipocam no whatsapp

Virou mania nos grupos políticos. Uma barda. Todo momento vaza um novo ou velho áudio atribuído ao vice-prefeito Pedro Alfredo Ramos, o Pedroca, do MDB. De aliados à opositores, todo mundo tem um para encaminhar nas discussões sobre a sucessão de Daniel Cândido (PSD). Alguns, comprometedores, inclusive.

Se tem ou não poder de corroer os relacionamentos dentro da aliança que governa São João Batista nos últimos seis anos, é uma coisa. Outra, bem nítida, é a força que os vazamentos têm tido de marcar um esfriamento das relações entre o vice e o paço municipal. Em alguns dos áudios Pedroca cita nominalmente Daniel, Éder, Milson, Leôncio e outras lideranças governistas.

Nesta semana surgiram arquivos nos grupos de discussão política, em que Pedroca diz nominalmente não querer “mais conversa com ele”, se referendo ao prefeito pessedista. Não é possível confirmar as datas nas gravações, mas os temas discutidos podem dar localização.

Desde a eleição em 2016, os áudios do vice-prefeito causam frisson nas redes sociais. Por horas atacando opositores, e depois até aliados. Há quem prometa ter ao menos 500 arquivos de voz para serem divulgados. Se existem de fato, vamos receber em algum grupo no WhatsApp.

Indiscutível que o interesse sobre as gravações é motivado principalmente pela popularidade de Pedroca, e a possível candidatura dele em 2020. Para o bem e para o mal, está na vitrine.