Matriz de São João e Itajaí foram desenhadas pelo mesmo arquiteto

Foi um alemão, orientado por Mosenhor José Locks, que projetou a Igreja Matriz de São João Batista e a Catedral de Itajaí. Simão Gramlich nasceu em Baden, na Alemanha, no ano de 1887 e morreu em Santa Catarina no ano de 1968. Pelas mãos de Monsenhor José Locks, no entanto, passou ainda a Matriz de Major Gercino. Monsenhor e o arquiteto protagonizavam grandes brigas.

As igrejas de São João Batista e Itajaí iniciaram seu processo de construção no mesmo período, e de acordo com relatos, por pouco o projeto de Itajaí não foi executado na Capital Catarinense do Calçado. Duas catedrais majestosas, dominando a paisagem das duas cidades.

O arquiteto Simão Gramlich chegou ao Brasil por volta de 1922, tendo ido inicialmente trabalhar no Rio Grande do Sul. Lá construiu a Igreja de Santa Cruz do Sul. Em meados dos anos 30 veio para o Vale do Itajaí, fixando residência e montando escritório em Blumenau. Segundos pessoas que trabalharam com Simão Gramlich, ele só falava alemão, era surdo e tinha um caráter extremamente forte. Era profundo conhecedor da estética e da estrutura da arquitetura, manifestada pelo domínio que tinha em suas várias linguagens.

Além das igrejas de São João Batista, Itajaí, Antônio Carlos e Campo Mourão, Simão Gramlich projetou as igrejas de São Bento do Sul, Brusque, Rio do Sul, Azambuja, Gaspar, Ilhota, Indaial, São João Batista, Passo Fundo, além do hospital de Concórdia, a fábrica de tecidos Renaux, entre outras obras.

Monsenhor José Locks, durante 19 anos, de 20 de janeiro de 1950 a 1969, foi o grande pároco de São João Batista. Homéricas suas brigas com o arquiteto Simão Gramlich: se esse falava em um cúbico de pedra, Monsenhor colocava dois. A mesma história repetiu-se em São João Batista, onde Gramlich também elaborou o projeto. Construiu ainda a matriz de Major.

Curiosidade: Conta a história que casamentos de amasiados ou de grávidas eram celebrados por Monsenhor José Locks ao meio-dia , com toque fúnebre do sino, para desencorajar casos futuros. Não receava expulsar da igreja nenhuma autoridade que tivesse cometido escândalo ou mulher com roupas mais ousadas.

Texto originalmente publicado em 21 de dezembro de 2018.